Finanças e Orçamento

Planos financeiros para 2015

Eu não sei a respeito de vocês, mas eu já perdi as contas de quantas vezes eu peguei um caderno e um lápis na mão, sentei e planejei minha vida financeira para os próximos meses. Mas eu sei quantas vezes eu segui o que havia sido planejado: nenhuma. Nem uma única vez. Never.
Geralmente eu fazia isso, sentia como ia ser a vibe dos próximos meses e depois… simplesmente me esquecia de tudo. Meses depois eu voltaria, olharia aquele monte de anotações sem sentido e pensaria: what a mess! Daí arrancaria essa página do meu caderno e jogaria fora. Alguém se identifica? 
Então eu fiquei pensando se existe algum jeito de planejar minha vida financeira e realmente colocar em prática os planos feitos. Claro que a vida é relativamente imprevisível e nunca sabemos o dia de amanhã. Mas o planjemento também não engloba uma manobra de emergência? E quanto aquelas saídas e programas que surgem do nada ao longo do mês? Aniversário do amigo, saída com as amigas, programa com a família… Em suma, as ocasiões sociais que existem na vida de qualquer um, isso não se programa! Bom, deveria, mas nem sempre!
Será que devo deixar x reservado para isso, ou xx é melhor? Mas se eu deixar xx não estarei sacrificando os planos de fazer minha pós no ano que vem? Aquela compra que estou querendo há tanto tempo? Talvez eu possa deixar meio x… Afinal, quem nunca se questionou isso?
Pensei e pensei. Não satisfeita, pensei mais um pouco, porque é isso que eu faço de melhor: overthinking. E resolvi que já deu. Se eu sou adulta o suficiente para trabalhar e ganhar meu próprio dinheiro, então sou adulta o suficiente para utilizar esse dinheiro de maneira inteligente e racional, de acordo com minhas expectativas e planos para o futuro. 
E não vou mais deixar esse planejamento no conforto do anonimato. A partir de agora a prestação de contas será aqui, no blog. Não dá para voltar depois e arrancar  a página: ou vai, ou racha. Eu sei que vou pagar o maior mico, que vou falar no começo do mês que vou fazer a,b e c, mas no final vou ter feito x, y e z. Mas eu também sei que foi só quando eu vim aqui dar a cara a tapa com tantas outras coisas que eu realmente progredi. E olha só onde eu cheguei hoje! Foi graças ao puxões de orelha e ao carinho de vocês que progredi. Foram as expectativas que eu criei que me empurrarão para fora da minha zona de conforto. E vai ser aqui mesmo que vou mudar minha vida financeira de uma vez por todas!
Nota para o meu eu do futuro: se você não mudar shame on you!! 
Compartilhe esse post nas suas redes sociais!

4 Comentários

  • Allan Penteado

    kkk Adorei, eu também já fiz um milhão de vezes isso. Me planejei e no final tive que arrancar a folha do caderno :/ Uma dica que gosto muito é da do 50,30, 20, sendo 50% para contas fixas, 30% para gastos pessoais (incluindo lazer) e 20% para guardar. O jeito é fazer uma previdência e se forçar a guardar, e para planos de curto prazo estabelecer o quanto precisa juntar (x valor) e dividir na quantidade de meses necessários.

  • Vanessa

    Olha…estou nessa também…tentando levar uma vida minimalista no ano passado inteiro consegui reduzir muito meus gastos…e economizei bastante e até investi dinheiro, mesmo viajando. Acho que de forma geral dá pra planejar sim. Esse ano pela primeira vez sentei, coloquei num papel meus ganhos e minha previsão de gastos por mês pra que eu consiga saber como estou me saindo. Foi algo muito simples….previsão de ganhos (contando bônus, dissidio) e limite máximo de gastos por mês…já sabendo que em janeiro teria contas mais pesadas (IPVA, Sindicato) e que em Abril tem imposto de renda e provavelmente a economia aqui será de 0. Coloquei a mim mesma uma meta máxima de gastos (menos de metade do salário) e dentro dessa cota posso usar o dinheiro pros programas inesperados. Isso tem me ajudado bastante. E coloquei um objetivo de quanto juntar até fim do ano….ano passado eu consegui atingir minha meta particular..ahahah…veremos esse ano.

  • Anônimo

    Uma coisa que me ajudou muito e já faço há alguns anos foi anotar num pequeno caderninho todos os meus gastos….tudo, tudo, tudo…de coisas baratas a mais caras. E ao fim do mês faço um balanço de quantos % economizei e vou me esforçando para economizar mais. Fechei o ano com média de 55% de economia do salário ao mês…mas em sites com dicas financeiras vc vai ler que o ideal é tentar economizar ao menos 10 a 30% do salário todo mês…eu achei isso pouco e fiz subir..rsrsrs….anotando tudo vc tem uma ideia melhor de onde vai seu dinheiro e onde pode reduzir.

  • Anna Costa

    Estou fazendo não um planejamento financeiro, mas estou acompanhando os meus gastos e, com aquela listinha que fiz de coisas que me proibi de comprar, estou fazendo redução de despesas pra conseguir fazer uma poupança. Não sei planejar dinheiro, não tem jeito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *