Vida real

Quarto SUPER bagunçado? Acho que não!

Não é de se estranhar que o post com o maior número de visitas aqui do blog é aquele onde eu falei sobre meus problemas com a bagunça que me cercava. Na época eu fiquei extremamente ofendida por perceber que todos os meus melhores esforços não estavam trazendo o resultado esperado. Então continuei destralhando e desapegando, cada dia mais consciente do que me cercava.
A foto da esquerda foi tirada em setembro de 2013 e a da direita, ontem. Nove meses de diferença separam essas duas realidades. Hoje eu olho a foto da esquerda e fico chocada com a imensa quantidade de objetos que me cercava. Fico perturbada e parece tão óbvio o porque eu não tinha uma noite de sono de qualidade. Sei que a foto da direita também choca: parece tão vazio!
Me lembro de que um belo dia eu cismei que eu queria que a parede em frente a cama ficasse vazia, de modo que eu pudesse me deitar e não tivesse nada ali para ver. E na época me pareceu um grande desafio, porque realmente era. Todo o esforço desses meses e todo o esforço que eu ainda vou ter até alcançar meu objetivo final é notável. Já passei por todas as fases obvias: as tralhas, a poluição visível, aquelas coisas que você não sabe onde colocar, nem como jogar fora (reciclagem, doação, venda, lixo comum…). Cheguei na parte mais delicada agora, trilhar o caminho dos objetos que se escondem no conforto dos armários, baús, caixas e outros buracos negros perdidos por aqui. Quando eu fazia o curso de cabeleireiro tínhamos um conceito base: deve-se cuidar melhor daquilo que não está visível do que daquilo que está a mostra. Limpar dentro dos armários, embaixo da cama. É por esse caminho que vou trilhar agora. Um pouco apreensiva, um tanto animada, ansiosa para descobrir o que me aguarda e ciente de que no final eu posso descobrir que sinto falta de tudo, apesar de achar pouco provável que as coisas terminem assim.
Compartilhe esse post nas suas redes sociais!

9 Comentários

  • Bruna

    Tatiana, que incrivel essa sua mudança! Eu to pensando em fazer o mesmo no meu quarto, pois vamos começar uma reforma la em casa. To querendo colocar uma cama de casal, só que meu quarto é minusculo então vou ter que tirar quase tudo de lá… Estou amadurecendo ainda a ideia porque preciso me desapegar de MUITA coisa ainda… Ontem mesmo comecei a fazer um inventário do que tenho e, nossa, é coisa DEMAIS! Mas vamos devagar e sempre que chego até lá!
    Parabéns!

  • Taís T.

    UAU! vi essa foto no seu instagram e fiquei chocada com a mudança. Recentemente me mudei de apartamento e foi uma ótima oportunidade de destralhar diversas coisas que não estavam sendo usadas e que não fazia sentido algum guardá-las. Mas agora o que faz TODA a diferença é estar sendo muito seletiva com o que entra no ap novo..Ah! adorei a idéia do inventário pessoal…fiz um também e, apesar de ter destralhado muita coisa, ainda tenho coisas demais hahaha mas foi um ótimo incentivo. Adooooro seu blog, beijão!

  • Felipe Ventura

    Parabéns pelo resultado obtido!
    realmente quando comparamos o passado com o presente, vemos o quanto era dificultoso ser harmonioso em um ambiente de caos.
    é muito inspirador acompanhar essa sua trajetória, continue compartilhando! (:
    abs

  • Andrea

    Dá um alívio, né? Eu comecei a destralhar e, mesmo as pessoas dizendo que "nossa, seu quarto tá ficando tão vazio!", é exatamemte isso que quero. Keep going, girl!

  • Tatiana Lopes

    Taís, eu ainda não consegui tirar uma foto bacana para mostrar para vocês as diferenças, mas vou fazer um post sobre o assunto em breve, promessa!! Eu fico imaginando que bacana deve ser uma casa nova, um espaço totalmente vazio a sua disposição! Que delícia! E eu fico super curiosa com os inventários alheios, inconveniente não é? rs
    Beijão!

  • Tatiana Lopes

    Bruna, muita força para você! Acho que esse caminho é longo e demorado, mas vale super a pena, porque você se modifica aos poucos, então as mudanças são reais e duráveis!
    E eu sei que é inconveniente, mas fico super curiosa com os inventários alheios! rs
    Beijão!

  • Taís

    É uma delícia mesmo casa nova e vazia, apesar de mudança dar tanto trabalho e gastos hahaah. E não acho nenhum pouco inconveniente sua curiosidade sobre os inventários alheios não, porque assim podemos comparar e trocar idéias,né?! hehe. Pra você ter uma idéia do meu: meu total está em 291 e sei que preciso melhorar, mas está melhor em comparação ao primeiro inventário feito há 5 meses (cujo total era de pouco mais de 400 itens). Os principais itens os quais de desfiz foram: camisetas, sapatos e vestidos.Eu tinha muitas camisetas de "ficar em casa" (umas 30), ocupavam um espaço enooorme e agora só tenho 5, e não preciso de mais do que isso, já que lavo roupa com frequência. Em relação aos sapatos foi o item que mais me surpreendi.Inclusive foi como conheci seu blog! Eu tinha mais de 60 pares e estava procurando na internet maneiras de organizá-los de uma maneira melhor, aí eu caí na real porque nééé hahaha ninguém precisa de 60 pares…e agora são 23. Doei e vendi vários. Ainda poderia me desfazer de alguns, mas como estão novos e são confortáveis decidi ir usando até acabar..minha meta são 20 sapatos e, após isso, irei substituir só o que for necessário. Parei de comprar vestidos (minha paixão) e me desfiz de vários (eram quase 30 e agora, 18, contando os de festa). No geral, deu uma boa melhorada, mas ainda são coisas demais. Preciso usar melhor as coisas que tenho…adorei a idéia que outra leitora deu de revezar as peças…vou tentar fazer isso. Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *