Frugalidade e minimalismo,  Pinterest

Minimalismo e Wish List

Já perdi a conta do número de vezes que eu tentei organizar uma Wish List na minha vida, sem sucesso. Até que, a dois anos atrás eu comecei a fazer isso pelo Pinterest. Porém, assim como sempre, não foi efetivo pelo simples fato de que eu nunca comprei nenhuma das coisas que eu coloquei na lista. Percebi então que eu não estava tão interessada em uma Wish List, e sim em um Vision Board. E eu entendi que era por isso que eu gosto tanto do Pinterest: ele funciona como uma magnífico Vision Board.
Depois que eu comecei a enveredar pelo curioso caminho do Minimalismo, não deixei de desejar coisas para a minha vida. Mas entendi que, quando via um vestido lindo em uma foto, não desejava tanto o vestido: desejava toda essa imagem que o vestido me transmitia, de beleza, de felicidade, de poder. Daí eu comecei a transformar toda a minha percepção de mundo com base nisso. Quando eu estava toda inspirada para começar a criar um Vision Board para pendurar na parede vazia do meu quarto, dei de cara com outro grande porém: Vision Boards servem apenas para nos manter sonhando, inspirados por todas aquelas fotos bonitas que escolhemos encarar dia após dia. No final eu entendi que (prepare-se para o clichê!) metas são sonhos com prazos. Tudo funciona em conjunto: o sonho, a preparação, a conquista. Afinal, colar uma foto da Torre Eiffel na parede do meu quarto pode me inspirar e deixar feliz, mas não vai fazer uma passagem de avião surgir magicamente embaixo do meu travesseiro durante a noite.
Daí, hoje eu fui até meu Pinterest e deletei minha Wish List. Eu não preciso mais dela. Eu sei, com toda a consciência que existe dentro de mim a respeito de todas as escolhas que eu tenho feito para a minha vida nos últimos tempos, que nada do que eu coloquei (ou viesse a colocar) nessa Wish List vai me dar aquilo que eu busco para a minha vida. Não existe vestido, creme, foto de uma mulher fazendo yoga em um deck ao pôr-do-sol, preencha aqui com o que você quiser!, que vai me dar o que eu busco. Porque tudo que eu busco já existe dentro de mim.
Compartilhe esse post nas suas redes sociais!

10 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *